Imagem do Post

Fazenda Certificada

A Fazenda Certificada nasce de uma demanda crescente do mercado nacional e internacional por transparência, especialmente no quesito de produção alimentar.

Pensando nesse contexto, lançamos o selo da Fazenda Certificada, para conceder ao produtor rural a tranquilidade que precisa para fazer aquilo que sabe de melhor, que é produzir.

De maneira clara e objetiva, auditamos e conduzimos a regularização ambiental, florestal e fundiária de imóveis rurais, através de nossa metodologia própria dos dez passos para cada uma das certificações que poderão ser conhecidas a seguir:

 

A – CERTIFICAÇÃO FUNDIÁRIA

  1. Análise histórica documental
  2. Vistoria prévia de campo
  3. Levantamento topográfico de campo
  4. Processamento de informações
  5. Confrontantes
  6. Cadastro SIGEF
  7. Montagem de dossiê de registro cartorial
  8. Protocolo Cartorial / nota devolutiva
  9. Registro Cartorial
  10. Atualizações cadastrais

 

BENEFÍCIOS

  • Cumprimento / adequação junto a legislação fundiária vigente;
  • Medidas topográficas precisas e confiáveis (3 mm), eliminando riscos de sobreposições;
  • Melhoria da gestão territorial, devido a determinação da exata posição geográfica do imóvel;
  • Agilidade e segurança jurídica (compra e venda, arrendamento, financiamento, garantias bancárias);
  • Valorização monetária do imóvel.

 

B – CERTIFICAÇÃO FLORESTAL

  1. Análise histórica documental
  2. mapeamento georreferenciado de campo
  3. Processamento de informações
  4. Cadastro SICAR
  5. Análise governamental
  6. Atendimento / Retificações
  7. Monitoramento
  8. Programa de Regularização Ambiental (PRA)
  9. Elaboração do Plano de Regularização Ambiental
  10. Cumprimento do Termo de Compromisso

 

BENEFÍCIOS

  • Cumprimento / adequação junto a legislação florestal vigente;
  • Suspensão de infrações (embargos e multas) por desmatamentos irregulares cometidos até 22/07/2008;
  • Acesso a financiamentos bancários, com possibilidade de obtenção de linhas de crédito com juros menores;
  • Utilização de APPs para composição do percentual de Reserva Legal;
  • Continuidade de áreas consolidadas em Reserva Legal e APPS, através da redução de metragem de recomposição;
  • Prazo de até 20 anos para adequação do imóvel quanto a reserva legal e APPs;
  • Recomposição florestal com plantio intercalado (espécies nativas / exóticas) em reserva legal e APPs;
  • Excedente de vegetação (supressão / servidão ambiental);
  • Redução do imposto sobre a propriedade territorial rural (ITR), através da dedução de áreas com vegetação nativa.

 

C – CERTIFICAÇÃO AMBIENTAL

  1. Diagnóstico inicial
  2. Enquadramento junto a legislação
  3. Projeto ambiental
  4. Negociação ambiental
  5. Adequações estruturais / operacionais
  6. Atestado de viabilidade técnica ambiental
  7. Protocolo Processual
  8. Análise governamental
  9. Emissão de licenças e certificados
  10. Monitoramento

 

BENEFÍCIOS

  • Cumprimento / adequação junto a legislação ambiental vigente;
  • Prevenção a penalidades ao empreendimento, como multas e indenizações por funcionamento não autorizado;
  • Aumento da segurança e bem estar no ambiente de trabalho, através do aprimoramento de procedimentos operacionais junto aos colaboradores;
  • Redução dos custos com o armazenamento, descarte de resíduos e compra de matéria-prima;
  • Pré requisito para obtenção de créditos e financiamentos junto a bancos estatais como BNDS, CEF, BB;
  • Melhoria na imagem através do marketing verde;
  • Melhoria no ambiente de negócios, pois empresas de grande porte tendem a pedir de seus fornecedores a certificação ambiental como forma de qualificação.

 

Deseja certificar sua fazenda?, entre em contato pelo 64 3636 9955 e fale com nosso setor comercial.

Receba o contato de um de nossos consultores em até 24 horas